CONHECIMENTOS DE ENFERMEIROS SOBRE O PROCESSO FISIOPATOLÓGICO DE QUEIMADURAS.

Área: Enfermagem

MARIA TERESA QUEIRÓS DO NASCIMENTO

ISADORA PEREIRA FARIAS
ROBERTO KENNED FLORÊNCIO DA COSTA
ALINE MÉRCIA NUNES TEIXEIRA
ELISANDRA CRISTINA DE SOUZA BARBOZA
WALNIZIA KESSIA BATISTA OLEGÁRIO

INTRODUÇÃO: As queimaduras são lesões cutâneas, ou de outros tecidos orgânicos, causadas pela ação direta ou indireta do calor decorrente de agentes (energia térmica, química ou elétrica; radioatividade; fricção) capazes de danificar os tecidos corporais e acarretar a morte celular. As lesões térmicas desencadeiam uma cascata de reações inflamatórias sistêmicas pela exposição do colágeno subendotelial. As mudanças vasculares são responsáveis pela hipovolemia, diminuindo a capacidade de transporte de oxigênio e ocasionando a hipóxia tecidual. Este estudo teve como objetivo avaliar os conhecimentos dos enfermeiros sobre os processos fisiopatológicos de queimaduras. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com enfermeiros da Unidade de Emergência e da Unidade de Tratamento de Queimaduras do Hospital da Restauração localizado em Recife Pernambuco. A coleta de dados foi realizada em Dezembro de 2015, através de um questionário fechado, baseado em instrumento validado. Os dados foram processados e tabulados no Software Statistical Package for Social Science (SPSS) versão 20.0. A pesquisa foi avaliada e aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital da Restauração. RESULTADOS: Participaram da pesquisa 39 profissionais, com prevalência do sexo feminino 35 (89,7%). Em relação ao processo supracitado 18 (45,3%) profissionais demonstraram conhecimento correto sobre a fisiopatologia das queimaduras, porém 16 (41,9%) dos enfermeiros responderam incorretamente e o desconhecimento foi relatado por 05 (12,8%) dos participantes. Com relação ao choque hipovolêmico e o aumento da permeabilidade capilar 23 (59%) dos enfermeiros responderam corretamente. Já quanto ao processo desencadeante do edema apenas 12 (30,8%) profissionais entendiam sobre assunto.CONCLUSÃO: O conhecimento limitado dos profissionais sobre o processo fisiopatológico das queimaduras evidencia a necessidade de políticas gerenciais e desenvolvimento de ações estratégicas voltadas para a educação continuada dos profissionais, no sentido de promover melhorias na qualidade e segurança no processo de cuidar.