VIVÊNCIA DE RESIDENTES MULTIPROFISSIONAIS NO SERVIÇO DE ATENDIMENTO DE MÓVEL DE URGÊNCIA

Área: Pré-Hospitalar

ADNA VASCONCELOS FONTELES

ADNA VASONCELOS FONTELES
Antonia Rafaella Ferreira Gomes Martins
Antonia Smara Rodrigues Silva
Emanuella Macêdo Silva
Nadiele Souza do Nascimento
Rita Patrícia Machado de Oliveira

INTRODUÇÃO: O Programa de Residência Multiprofissional em urgência e emergênciada Santa Casa de Misericórdia de Sobral/CE (SCMS) foi instituído em 2015,cujo objetivo é desenvolver nos profissionais de saúde competências que trabalham diretamente na assistência exigindo destes conhecimentos técnicos e científicos, considerando a importância capacitação dos enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e farmacêuticos na assistência em urgência e emergência, os citados profissionais exercem um papel fundamental no cuidado do paciente grave. Entre os serviços que compõem o programa de residência encontra-se a imersão no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). METODO: Trata-se de estudo descritivo na modalidade relato de experiência, com abordagem qualitativa. O período do estudo ocorreu no mês junho 2016, compreendendo uma carga 240 horas, baseado na vivência dos residentes multiprofissionaisno Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do município de Sobral-Ceará. RESULTADOS: A vivência dos residentes multiprofissionais no SAMU iniciou-se após o módulo teórico de Atenção as urgências e emergências no atendimento pré-hospitalar, o que possibilitou adquirir conhecimento prévio e promover a segurança na pratica assistencial no âmbito pré-hospitalar, visto que o processo de formação profissional durante a graduação é insuficiente. Os profissionais residentes compreenderam inicialmente as atividades desenvolvidas da Central de Regulação Médica, prestaram assistência na Unidade de Suporte Básico e Unidade de Suporte Avançado. A vivência no SAMU possibilitou o desenvolvimento de praticas assistências e técnicas para atendimento inicial a vitima, segurança da cena, o reconhecimento da importância de trabalhar em equipe, tomada de decisão em diversas situações de urgências, técnicas de rolamento e imobilização. Ressalta-se que a categoria de enfermagem atuou de acordo com as suas atribuições conforme portarias, e as demais categorias que compõem a residência Nutrição, Farmácia e Fisioterapia obtiveram questionamentos e desafios referentes a sua assistência no pré-hospitalar. CONCLUSÃO: Através da vivência evidenciou-se o crescimento e os avanços no atendimento pré-hospitalar, reconhecendo à importância do conhecimento multiprofissional a assistência a pacientes críticos, o processo de formação contribui para o desenvolvimento de praticas assistência e as ações dentro do SAMU.